Em uma noite estrelada, o ancião sentou-se ao ar livre e convidou seu neto a juntar-se a ele. Contou algumas histórias de sua vida que o tornaram uma das pessoas mais sábias da aldeia e deu conselhos sobre a vida.

A maior lição, que marcaria a vida de seu neto foi dita um pouco depois, na conversa abaixo:

— Sabe, meu neto, em nosso interior, todos temos dois lobos. Esses lobos estão constantemente lutando, uma luta terrível com a qual nem todas as pessoas têm facilidade em lidar.

— Dois lobos, como isso funciona? — perguntou o neto com inocência.

— Todos temos dentro de nós dois lobos completamente diferentes. Um deles é mau, e representa todos os sentimentos ruins que podem existir em um ser humano: a raiva, a inveja, o ciúme, a ganância, o orgulho, o ressentimento, os medos, a mesquinhez, a culpa, o ego, e a arrogância. No entanto, o outro lobo é exatamente o oposto, representa tudo que é bom em uma pessoa: a bondade, o amor, a esperança, a generosidade, a alegria, a paz, a fé, e a verdade. — Explicou o ancião.

Então, o pequenino perguntou:

— E qual dos dois lobos é mais forte? Qual deles vence a luta?

— Isso, meu pequeno, depende de cada um de nós. Qual deles você alimentaria?


Nossa Reflexão

Sabemos que a ira cega algumas pessoas, um ótimo momento para que o lobo feroz se alimente e fique mais forte em nosso interior. Será que estamos no controle completo de nossas ações?

Na bíblia encontramos vários conselhos a serem tomados quando nos sentimos injustiçados e magoados, em Tiago 1:19-20 diz:

“Portanto, meus amados irmãos, todo o homem seja pronto para ouvir, tardio para falar, tardio para se irar. Porque a ira do homem não opera a justiça de Deus.”

Também vejamos em Provérbios 15:1 que diz: — “A resposta calma desvia a fúria, mas a palavra ríspida desperta a ira”.

Portanto, devemos ser sábios para inverter certas situações não alimentando o lobo feroz com mais raiva, desgosto, arrogância, orgulho falso, superioridade e ego. Não deixe que o lobo bom que há em você fique em desvantagem.

O lobo mau que está em batalha com o bom em nosso interior é muito forte e difícil de ser controlado. Por isso, machucamos as pessoas à nossa volta e, com isso, ficamos estressados e arrependidos.

Devemos buscar sabedoria na palavra de Deus, pois, no nosso dia a dia o lobo mau se alimenta de outras coisas como inveja, tristeza, ciúme, cobiça, pena de si mesmo, culpa e ressentimento. Então o que podemos da ao lobo bom para que ele vença essa batalha?

Podemos da sabedoria, alegria, paz, benevolência, fraternidade, bondade, serenidade, empatia, esperança, generosidade, humildade, verdade e compaixão. Assim, problemas futuros serão evitados.

Em Romanos 12; 21 faz uma alerta acerca, “Não se deixem vencer pelo mal, mas vençam o mal com o bem.”

E você, qual dos lobos está alimentando? A escolha está em você.

Gostou? Deixe um comentário abaixo! Não se esqueça de compartilhar este post com seus amigos.